Alô, alô! Acredito que esse seja realmente o primeiro post do blog, e espero nortear vocês com o projeto. Sem uma introdução longa, eu só quero falar sobre o blog e o post. Primeiro queria falar que eu fechei oficialmente o Bacon do Stewie, mas eu ainda tenho acesso aos posts. Eu falei que ia deixar como uma gaveta, mas prefiro que seja particular - talvez algum dia eu reative, mas vai dar um baita trabalho. Sobre o post, acho que não tenho nada preparado exatamente, só quero escrever um pouco de "cousas".

Uma das razões para eu começar o novo projeto, foi um filme que eu vi no início do mês. O filme descreve uma mini-biografia de Ian Curtis no seu período ativo. Ele era cantor e líder da banda Joy Division, uma grande representante da segunda geração do punk rock com uma vertente muito forte no melancolismo, e um vocal bastante escuro e ligeiramente sujo. Eu curto a banda desde 2007, mas nunca me interessei pela história da mesma. Mas eu conversei com um amigo sobre o suicídio do Ian Curtis e ele me contou diversas coisas sobre a história dele, que me deixaram bastante intrigado. Então ele comentou sobre o filme; decidi baixar. E no fim, eu fiquei apaixonado pelo filme, já vi ele umas 2 vezes e baixei os álbuns compilation da banda. No filme, eles mencionam o meu poema favorito, Os Homens Ocos, e quando eu reli o poema, eu decidi reorganizar algumas coisas na minha vida, e criar esse novo blog. Foi quase uma epifania. Não recomendo para ninguém o filme, que não seja um fã da banda. Foram poucas coisas no filme que eu tirei proveito. O filme é todo em preto e branco, e não em um tom "cult". Na verdade, é bem grosseira a intenção da coloração do filme, uma relação irrelevante com a neutralidade da vida do Ian. Uma outra coisa que notei, é que no filme, o Sam Riley que interpreta o Ian Curtis é idêntico ao Skandar Keynes. Mas fora isso, não tem nada de mais no filme, roteiro bem construído, normalzinho, boa atuação, figurino á época e ganhou o prêmio British Independent Film Awards de filme mais "cool". E se você se interessa pela história do mesmo, acho que vale a pena sim.

Eu também ando me dedicando a música cada vez mais, eu vi a pouco tempo um cast com a Natalia Aurea sobre sua vida, e eu voltei a me interessar de novo por tocar teclado, me dedicar a leitura de partitura, solfejo e tudo mais. Confesso que eu ainda não pratico como antes, e estou meio desleixado, mas eu ainda tenho que desenvolver o hábito - amor eu sei que tenho. Além disso, eu ando cogitando em não fazer faculdade de Letras, mas de música, e nesse caso, eu teria que adiar a faculdade algum tempo para melhorar minha leitura, solfejo e ouvido. Nada que demore muito, mas provavelmente vai acontecer. E com isso em mente, pretendo gravar um vídeo meu tocando greensleeves e postar aqui.

Uma outra coisa que eu gostaria de falar é sobre o musical RENT que eu assisti esses dias. O musical é incrível! As músicas não são puxadas demais, são bem dosadas, os cantores são muito bons, as letras não pecam em nada, não existe excesso, e dá pra chorar com o filme se você assistir ele umas duas vezes. O único problema do filme é que eles contam um período muito grande em pouco tempo, sem serem detalhistas, além de começarem a história pelo meio, então a gente acaba ficando meio perdido com a relação entre os personagens. Entretanto, eu gostei da história dos personagens, e além de tudo, o filme conta com a sopraníssima Idina Menzel, uma das minhas cantoras favoritas - que agora está cantando na nova franquia da Disney, Frozen. Eu pela primeira vez, eu prefiro o nome brasileiro, ao original. O nome brasileiro do filme é Boêmios, termo que tem uma relação muito maior com o filme do que Rent(aluguel) - que é só um objeto inanimado usado para unir as histórias dos personagens. Eu recomendo para todo mundo que gosta de musical e que não gosta. É um filme bom por si só. Além disso eu estou apaixonado por duas músicas do filme, Seasons of Love e Take or Leave me.

E para finalizar, eu só tenho a falar sobre o Morrissey, ex-vocalista da banda The Smiths que anunciou um novo projeto que será lançado em 2014. Eu já fiquei super ansioso quando houve especulações, depois de anunciado, eu estou olhando notícias todos os dias sobre o projeto, e estou ansiosíssimo por um single, uma imagem ou qualquer coisa que vaze. Se vocês não conhecem o trabalho dele ou da banda, vale muito a pena conferir. The Smiths foi considerada pela BBC a banda mais influente do século XX, ganhando até dos Beatles. Eles tem um trabalho incrível, além de contarem com o Morrissey que é um dos maiores representantes do veganismo, já tendo conseguido assinar um contrato com a McDonalds para fechar diversas representantes clandestinas - contrato que até Paul McCartney tentou realizar.

Bom é isso, e eu também queria saber se vocês acham que se eu coloco ou não o slide de posts na página inicial como tinha no Bacon do Stewie. Respondam nos comentários! Beijunda

11 Comentários

  1. Vaskz says:

    Eu sempre quis ver Reeeeeeeeeent *_______________*
    Vou procurar ver logo! E Wicked também só por causa de Superfruit hahahha

    Se eu fosse vc não colocava o slide de posts. Tá clean, tá flat, tá tendência.

  2. Atualmente só estou tendo tempo pro meu TCC... mas queria ver uns filmes, talvez eu baixo os que você comentou.

  3. To adorando esse seu ano novo cheio de projetos, vontades e novidades!!
    Continue assim! Não para não!
    Vem me dar aulas de teclado

  4. Eu assisti um terror de 77 chamado Suspiria ontem (que já tinha começado a ver a noite, mas resolvi continuar a ver de dia) e não tenho cabeça pra mais nada hoje. :P Mas estou acompanhando com interesse o blog, principalmente acompanhando com interesse a parte em que vc resolve mudar de curso rs. Acho que ambas as coisas combinam contigo.

  5. PS.: espero que esse ator que parece o Skandar não seja tão ruim quanto ele. #CORRE

  6. Denieel says:

    Eu amo Rent! É um dos meus musicais favoritos, acho que só perde pra TPOTO, TRPS e Cats - e olha que quarto lugar é alguma coisa porque já vi até Cats oaskpasksa. Minhas duas favoritas são totalmente diferentes: La Vie Boheme e Rent.
    Sai dessa vibe. Joy division é muito para Rafaella Justus. Estou muito MDNN pra você.
    Ah, muito legal o veganismo. Um dia parto do vegetarianismo pro veganismo; você já está um passo a minha frente. Já é uma das melhores pessoas do mundo e pode ser um super ex-namorado.

  7. O cara não parece nem um pouco com o Skandar.

  8. Não sei muito bem o que comentar, mas, apaixonadíssimo por Rent <3

  9. Te desejo Muito Sucesso!!!!
    Realmente concordo contigo esse musical RENT é bala mesmo!!

  10. Bruna S. says:

    Eu curto muito Joy Division e tu me deixou com vontade de ver esse filme, vou baixar agorinha pra assistir *o* Também no aguardo do novo projeto do Morrissey o/

  11. The Gloss says:

    Amei o Rent... e vo ver os outros... ;)

Comente!

Comentários:
• Com spam, ou para fins comerciais
• De cunho ofensivo ou tema inapropriado
• Desnecessários ou impertinentes
Serão excluídos e/ou terão seu autor banido do blog.